1 Ó MEU DEUS, aos teus olhos fui considerado justo. Por isso, escuta e responde o meu pedido de ajuda. No passado, quando estive em dificuldades, Tu me livraste. Dá-me mais uma vez a tua ajuda bondosa, escuta a minha oração!

2 E vocês, meus inimigos, até quando vão zombar da autoridade real que recebi de Deus? Até quando vão correr atrás de sonhos vazios? Até quanto vão se deixar enganar pelas mentiras?

3 Prestem atenção a este fato: o Senhor separa o homem obediente para viver ao seu lado. É por isso que Ele me ouve quando oro e peço ajuda.

4 Fiquem zangados mas não levem sua revolta contra o Senhor até o fim. Quando forem se deitar, escutem suas consciências, admitam seu erro e acalmem o seu ódio contra mim.

5 Ponham sua confiança no Senhor, e limpem seus corações para oferecer sacrifícios agradáveis a Ele.

6 Muita gente anda dizendo: "Deus não é capaz de nos salvar! " Ó Senhor, mostra que eles estão enganados. Coloca sobre nós a luz do teu rosto!

7 Assim, a minha alegria é muito maior que a dos meus inimigos, apesar deles terem comida de sobra no tempo da colheita.

8 Quando vou dormir, meu coração está em perfeita paz e tenho um sono bem tranqüilo porque Tu, ó Senhor, me dás a mais perfeita segurança.

Comentários

Nenhum comentário enviado.