1 MEU DEUS, MEU DEUS, por que me deixaste assim tão sozinho? Por que eu vivo pedindo socorro, gritando pela tua ajuda, e Tu não me respondes?

2 De dia e de noite eu choro sem parar, suplicando a tua salvação, mas não recebo resposta.

3 Apesar disso, eu sei que Tu és santo! Os louvores dos israelitas cercam o teu trono.

4 No passado o meu povo confiou em ti e foi libertado.

5 Pediram a tua ajuda e Tu livraste a Israel. Confiaram em Ti e não ficaram decepcionados.

6 Mas eu valho menos que um homem! Não passo de um verme; todos zombam de mim e sou desprezado pelo meu povo.

7 Quem me vê, ri, faz caretas e sacode a cabeça, dizendo:

8 "Não é esse o tal que jogou sua carga nas costas do Senhor? Não é esse que vivia dizendo ser ele à alegria do Senhor? Pois bem, vamos ver se Deus vem salvar sua vida! "

9 Senhor, Tu vens cuidando de mim desde o meu nascimento. Cuidaste de mim durante a minha infância.

10 Sou teu desde o instante em que nasci. Ainda estava no ventre de minha mãe e Tu já eras o meu Deus.

11 Não fiques longe de mim, porque a hora da minha aflição está bem perto, e não tenho ninguém para me ajudar.

12 Estou cercado por inimigos poderosos, fortes como os grandes touros da terra de Basã.

13 Eles me atacam com as bocas bem abertas, como leão que ruge e rasga sua vítima em pedaços.

14 Minha força escorreu como água entre os dedos; o meu corpo está todo desconjuntado. O meu coração se derreteu como um pedaço de cera! Perdi a coragem de lutar!

15 As minhas forças sumiram, secaram como um pedaço de barro ao sol. A minha sede é tanta que a língua fica presa no céu da boca. Assim Tu me colocaste deitado no pó da morte.

16 Meus inimigos, um bando de cães, um bando de criminosos, estão me cercando; furaram minhas mãos e meus pés.

17 Ainda posso contar todos os meus ossos; meus inimigos olham para mim com grande atenção.

18 Repartem entre si as minhas roupas e fazem um sorteio para ver quem fica com a minha capa.

19 Ó Senhor, por favor, não fique longe de mim! Tu és a minha força; vem ajudar-me!

20 Salva-me da morte certa! Não me deixes ser devorado por esses cães, os meus inimigos.

21 Salva-me dos dentes afiados do leão! Livra-me dos chifres desses touros bravos. Eu tenho absoluta certeza de que Tu vais me salvar!

22 Eu Te louvarei diante de todos os meus irmãos. Cantarei louvores a Ti quando o povo se reunir para Te adorar.

23 Direi: Louvem ao Senhor, todos vocês, que adoram a Ele! Todos vocês, israelitas, dêem glória a Ele! Obedeçam e respeitem a Deus; todos vocês povo de Israel!

24 Pois Ele não me desprezou nem me abandonou na hora da aflição; não virou as costas, mas ouviu e atendeu meus pedidos de socorro!

25 Sim, por causa do teu amor eu Te louvarei quando o povo se reunir para Te adorar. Cumprirei as promessas que fiz a Ti, todas elas, diante daqueles que Te obedecem e respeitam.

26 Os sofredores terão bastante comida; comerão até ficarem satisfeitos. Quem busca o Senhor há de achar, e dará a Ele o louvor. Assim eles viverão para sempre!

27 Os povos da terra, até os mais distantes, saberão que o Senhor é Deus e obedecerão a Ele. Gente de todas as nações se curvará diante dEle, dando louvor.

28 Porque o Senhor é o Rei de toda a terra. Ele governa as nações do mundo.

29 Os ricos também comerão à mesa do Senhor e adorarão a Ele. Todos os homens, os mortais, se curvarão diante dEle e colocarão seus rostos junto ao chão. Ninguém vive sem Ele.

30 Nossos filhos e netos também adorarão ao Senhor, porque nós lhe contaremos os seus grandes feitos.

31 A sua justiça perfeita será revelada; sua bondade para conosco será contada a um povo que está para nascer.

Comentários

Nenhum comentário enviado.