Salmos 141

1 SENHOR, ESTOU pedindo a tua ajuda; vem socorrer-me depressa! Ouve a minha oração, os meus pedidos!

2 Que a minha oração com mãos levantadas seja como o incenso perfumado queimado pelos sacerdotes no templo e como a oferta feita na hora do pôr-do-sol.

3 Ó Senhor, ajuda-me a tomar cuidado com o que falo; ajuda-me a não falar o que não Te agrada.

4 Não permitas que o meu coração seja atraído para o pecado, tendo desejo de fazer maldades e andar com homens violentos e maus. Não me deixes tomar parte em suas deliciosas refeições.

5 Se alguém que Te obedece me ferir e castigar, isso será um favor, um remédio para a minha alma; por isso, não fugirei do castigo. E também continuarei a orar para Deus castigar os pecadores rebeldes.

6 Quando seus líderes forem condenados e seus ossos estiverem espalhados no chão, finalmente vão me ouvir e saber que estou tentando ajudá-los.

7 Verso contido no anterior

8 Senhor, olho para Ti e dependo de Ti para viver; não me abandones.

9 Salva-me desses alçapões e armadilhas que os malvados prepararam para me apanhar.

10 Faze com que eles mesmos caiam nas armadilhas que fizeram e ajuda-me a escapar, sem sofrer qualquer dano.

Comentários

Nenhum comentário enviado.