Salmos 106

1 ALELUIA! GLÓRIA AO Senhor! Agradeçam de coração ao Senhor porque Ele é bom e o seu amor cuidadoso por nós dura para sempre!

2 Quem seria capaz de contar todos os grandes milagres do Senhor? Quem é capaz de dizer como é grande o poder de Deus e assim louvar a Ele?

3 Há muitas bênçãos para aqueles que andam pelo caminho da verdade e procuram sempre fazer o que é certo aos olhos de Deus.

4 Ó Senhor, lembra-Te de mim quando mostrares o teu amor, salvando o teu povo. Salva-me também,

5 para eu poder ver a riqueza e a paz dos teus escolhidos, sentir a alegria do teu povo e participar da tremenda felicidade que darás ao teu povo eleito.

6 Nós pecamos contra Ti, como nossos pais fizeram. Fomos desobedientes e fize­mos muitas coisas contra tua vontade.

7 Nossos pais não deram valor aos grandes milagres que Tu fizeste no Egito. Bem depressa eles se esqueceram do teu imenso amor, tantas vezes demonstrado. Junto ao Mar Vermelho se revoltaram contra Ti.

8 Assim mesmo, Tu ó Deus salvaste a Israel para proteger a honra do teu nome e mostrar a todo o mundo o teu poder.

9 Deste uma ordem e o Mar Vermelho se abriu ao meio. Surgiu, no meio da água, um caminho seco como um deserto, por onde os israelitas passaram.

10 Foi assim que Deus os salvou dos seus inimigos e ficaram livres.

11 Quando os egípcios tentaram passar por ali, as águas do mar se fecharam e todos os inimigos de Israel morreram afogados. Ninguém escapou!

12 Então, finalmente, os israelitas confiaram em Deus e lhe deram louvor, cantando hinos.

13 Mas, que tristeza! Logo se esqueceram dos milagres de Deus e não tiveram paciência para esperar a sua vontade.

14 Exigiram que Deus lhes desse o que seus apetites pediam; com sua cobiça, lá no deserto, abusaram da paciência de Deus.

15 Deus atendeu os pedidos do povo mas como castigo mandou uma doença que se espalhou entre eles e matou muita gente.

16 Mais tarde, tiveram inveja de Moisés como líder e de Arão, o homem escolhido por Deus para ser representante do povo perante Ele.

17 Por causa disso, a terra se abriu e engoliu um grupo comandado por Datã e Abirão.

18 Além disso, o Senhor mandou fogo do céu para destruir duzentos e cinqüenta homens que queriam ocupar o lugar dos sacerdotes.

19 No Monte Sinai, onde o Senhor lhes deu a Lei, fizeram um bezerro e adoraram aquela imagem feita de metal.

20 Trocaram o Deus glorioso pela imagem de um bezerro que come capim!

21 Desprezaram o seu Salvador! Deixaram de lado o Deus que tinha feito grandes milagres na terra do Egito,

22 sinais contra os egípcios e maravilhas junto ao Mar Vermelho.

23 Por isso, Deus ameaçou destruir completamente os israelitas. Se Moisés, o escolhido do Senhor, não tivesse pedido e implorado, Deus certamente teria destruído o povo de Israel, na sua justa ira.

24 Além disso, não deram valor à Terra Prometida e não acreditaram na promessa do Senhor.

25 Meteram-se em suas tendas, resmungando e reclamando, sem obedecer às ordens do Senhor.

26 Como castigo, o Senhor jurou solenemente que aquela geração de israelitas morreria toda no deserto,

27 e que, no futuro, o povo de Israel seria espalhado entre as nações da terra.

28 Na região de Peor, os israelitas adoraram a imagem de Baal e comeram animais oferecidos aos ídolos, deuses falsos e sem vida.

29 Com todos esses pecados, os israelitas fizeram o Senhor ficar irado; por isso, uma terrível doença se espalhou entre o povo.

30 Foi então que Finéias tomou a iniciativa de castigar os culpados e a doença parou.

31 Por causa desse ato de fé, Finéias foi contado por Deus como um homem justo! Será lembrado em toda história, e eternamente.

32 Os israelitas também deixaram o Senhor irado quando exigiram que Ele lhes desse água, em Meribá. Por causa disso, Moisés foi prejudicado;

33 os israelitas foram rebeldes contra o Espírito de Deus e Moisés, muito zangado, agiu e falou sem pensar.

34 Depois de entrarem na terra de Canaã, os israelitas não destruíram completamente as nações que ali viviam, conforme o Senhor havia ordenado.

35 Pelo contrário, misturaram-se àquelas nações e aprenderam todos os seus maus costumes;

36 adoraram os ídolos dos outros povos, uma grande armadilha em que os israelitas caíram

37 pois mataram criancinhas inocentes, seus filhos e filhas que foram sacrificados aos demônios,

38 os falsos deuses das nações de Canaã. Com isso, a terra ficou manchada com o sangue de tantos assassinatos.

39 Suas obras más mancharam sua vida aos olhos de Deus; o amor que eles deram aos ídolos foi uma infidelidade muito grande para com o Senhor.

40 Estas foram as razões por que a ira do Senhor contra Israel se acendeu como um fogo. Por isso, Ele desprezou o seu povo especialmente escolhido,

41 e deixou que os israelitas fossem derrotados e dominados pelas nações pagãs cheias de ódio.

42 Israel foi maltratado e explorado pelos inimigos que conquistaram sua terra.

43 Por várias vezes o Senhor libertou os israelitas, mas eles insistiam em desobedecer sua vontade, e por causa dessa desobediência acabaram sendo derrotados por seus inimigos.

44 No entanto, quando estavam passando por grandes sofrimentos, Deus olhava para eles com amor e atendia seus gritos de socorro.

45 Punha em ação, por amor deles, sua promessa eterna e cumpria seu trato. Mostrava compaixão a eles, segundo o seu amor eterno e sempre novo.

46 Fazia os povos que derrotavam Israel sentirem pena dos Israelitas!

47 Á Senhor, nosso Deus, salva-nos agora! Reúne o teu povo espalhado entre as nações. Então daremos graças a Ti e teremos orgulho em poder cantar as glórias da tua santidade!

48 Bendito seja o Senhor, o Deus de Israel, por toda a eternidade. Todo o povo de Israel diga "Amém! Aleluia! "

Comentários

Nenhum comentário enviado.