Salmos 105

1 AGRADEÇAM AO SENHOR! Chamem, pedindo a sua presença! Contem a todos os povos as coisas maravilhosas que fez.

2 Cantem salmos louvando a Deus e contem todos os seus grandes milagres.

3 Orgulhem-se no Senhor, o Deus Santo! Encha-se de alegria o coração de quem procura sinceramente a Ele.

4 Procurem sempre o Senhor e o seu poder! Procurem sempre andar em companhia dEle!

5 Vocês, escolhidos do Senhor, filhos de Abraão, servo de Deus, e filhos de Jacó, lembrem dos milagres e das maravilhas que Ele fez por vocês! Lembrem dos terríveis castigos que Ele enviou contra os seus inimigos!

6 Verso contido no anterior

7 Ele é o Senhor, o nosso Deus. Seus atos de justiça aparecem por todo o mundo.

8 Ele será eternamente fiel ao seu compromisso, e não Se esquecerá de sua promessa, mesmo que passem mil gerações.

9 Não deixará de cumprir o trato que fez com Abraão, nem o juramento que fez a Isaque,

10 e confirmou, mais tarde, a Jacó, Ele estabeleceu uma lei eterna e prometeu ao povo de Israel:

11 Eu lhes darei a terra de Canaã como herança!

12 Quando Deus fez essas promessas, os israelitas não passavam de um pequeno grupo de gente! Eram estrangeiros na terra de Canaã!

13 Andavam sem destino pela terra, indo de um reino para outro.

14 No entanto, o Senhor não permitiu que as nações maltratassem os primeiros israelitas. Pelo contrário, por causa deles, reis poderosos foram castigados por Deus,

15 ouvindo estas palavras: "Não façam mal aos meus escolhidos, nem maltratem os meus profetas! "

16 Algum tempo depois, Deus mandou uma época de fome e pobreza sobre a terra de Canaã. Era impossível conseguir comida!

17 No entanto, Deus providenciou para que José fosse vendido como escravo ao Egito;

18 ali, ele foi preso com correntes e jogado na prisão.

19 Finalmente, chegou o tempo em que se cumpriu a profecia feita a respeito dele. Mas até isso acontecer, José foi posto à prova pelo Senhor!

20 O próprio rei do Egito ordenou que José fosse solto; ele foi posto em liberdade pelo rei mais poderoso de seu tempo.

21 Faraó, o rei do Egito, escolheu José para ser seu primeiro ministro e tomar conta de todo o reino.

22 José tinha autoridade para escolher e afastar os oficiais do rei; ele foi indicado para ensinar sabedoria aos líderes egípcios.

23 Então Jacó, que tinha recebido o nome de Israel, e sua família foram morar no Egito.

24 O número de israelitas cresceu demais enquanto estavam no Egito. Na verdade, havia mais israelitas do que egípcios na terra governada por Faraó.

25 Então Deus fez os egípcios odiarem o seu povo e transformarem os israelitas em escravos.

26 Depois de algum tempo, Ele mandou seu servo Moisés e Arão, seu escolhido,

27 para realizarem grandes milagres, e maravilhas de Deus diante dos israelitas e dos egípcios.

28 Moisés e Arão obedeceram às ordens do Senhor, e Ele mandou uma profunda escuridão que cobriu toda a terra do Egito.

29 Depois, transformou as águas em sangue e todos os peixes morreram.

30 Então, encheu o Egito com rãs. Havia rãs até dentro do palácio real, no quarto do rei!

31 Deus ordenou e moscas e piolhos cobriram a terra do Egito, em verdadeiras nuvens de insetos.

32 Em vez de chuva, mandou sobre o Egito chuva de pedras e tempestades de relâmpagos.

33 Assim, destruiu as plantações de uvas e figos, e todas as árvores do Egito.

34 Deus falou mais uma vez e milhões e milhões de gafanhotos surgiram sobre o país,

35 devorando toda a erva, destruindo completamente as colheitas!

36 Finalmente, Ele matou todos os filhos mais velhos das famílias egípcias, que seriam a alegria e força da nação.

37 Assim, o Senhor tirou o seu povo do Egito, carregado de riquezas, ouro e prata. Em toda a multidão de israelitas não havia uma única pessoa doente ou aleijada!

38 Os egípcios ficaram muito alegres quando os israelitas partiram, porque estavam dominados pelo medo.

39 Enquanto o povo caminhava pelo deserto, Deus mandou uma nuvem para proteger os israelitas do calor do sol; à noite, mandou uma coluna de fogo para iluminar o caminho.

40 Quando o povo pediu carne, Deus mandou codornizes e alimentou Israel com maná, o pão do céu.

41 Partiu a rocha ao meio e fez brotar rios de água pura no meio do deserto.

42 Ele fez tudo isso porque tinha sempre em mente suas santas promessas feitas a Abraão, seu servo.

43 Deus guiou o seu povo escolhido até à Terra Prometida; todos os israelitas cantavam felizes e gritavam de alegria.

44 Deus lhes deu as terras de outros povos, as cidades que outras pessoas haviam construído, as plantações que outros tinham plantado.

45 Deus fez tudo isso para os israelitas obedecerem fielmente os seus mandamentos e seguirem de perto as suas leis. Aleluia! Glória ao Senhor!

Comentários

Nenhum comentário enviado.