1 DEPOIS JESUS contou ao povo estas historias: "Um homem plantou uma vinha, fez uma cerca ao redor dela, construiu um tanque para espremer o suco da uva e uma torre para o vigia. Depois arrendou a propriedade a uns lavradores e saiu do seu país.

2 No tempo da colheita de uva ele mandou um dos seus homens para receber a sua parte.

3 Mas os lavradores espancaram o homem e o mandaram de volta com as mãos vazias.

4 Então o dono enviou outro dos seus homens, o qual foi espancado na cabeça e também insultado.

5 O próximo homem que ele mandou foi morto; depois, outros foram espancados ou mortos, até que

6 ficou só o único filho do dono. Finalmente ele o mandou, pensando que com certeza o respeitariam.

7 Mas quando os lavradores o viram, disseram entre si: "Ele vai ser o dono da propriedade quando o pai morrer. Vamos matá-lo, e então a propriedade será nossa! "

8 Assim foi que eles o agarraram, mataram e jogaram o corpo fora da vinha.

9 Que acham vocês que o dono fará quando souber o que aconteceu? Virá, matará todos eles, e dará a vinha a outros.

10 Vocês já leram nas Escrituras que a pedra rejeitada pelos construtores passou a ser a mais importante do edifício?

11 Isto é obra do Senhor e é uma coisa admirável de se ver.

12 Os líderes judaicos queriam prender Jesus naquele mesmo momento, por Ele usar esta ilustração, pois sabiam que os lavradores maus da sua história eram eles. Porém tinham medo do povo; então desistiram da idéia e foram embora.

13 Depois mandaram outros líderes religiosos e políticos falar com Ele para tentar apanhá-lo com alguma coisa que dissesse.

14 Eles falaram: "Mestre, nós sabemos que o Senhor diz a verdade sem Se importar com mais nada! O Senhor não Se deixa influenciar pelas opiniões dos homens, mas ensina verdadeiramente os caminhos de Deus. Agora, diga-nos: está certo pagar impostos a Roma ou não? "

15 Jesus percebeu a maldade deles e disse: "Mostrem-me uma moeda e Eu lhes direi".

16 Quando eles Lhe puseram a moeda na mão, Ele perguntou: "De quem é esta figura e este titulo na moeda? " Eles responderam: "Do imperador".

17 Disse-lhes então Jesus: "Dêem ao imperador o que é dele; e a Deus o que é de Deus". Muitos se admiravam com sua resposta.

18 Depois se aproximaram os saduceus, homens que diziam não haver ressurreição. Esta foi à pergunta deles:

19 "Mestre, Moisés nos deu uma lei dizendo que quando um homem morre sem deixar filhos, o irmão dele deve casar-se com a viúva e ter filhos em nome do irmão".

20 Ora, havia sete irmãos e o mais velho casou-se e morreu, não deixando filhos.

21 Assim o segundo irmão casou-se com a viúva, mas morreu logo também, e não deixou filhos. Então o irmão seguinte casou-se com ela, morrendo sem deixar filhos,

22 e assim por diante até que todos morreram, sem deixar filhos; no fim de tudo, a mulher morreu também.

23 O que nós queremos saber é isto: Na ressurreição ela será esposa de quem, visto que foi esposa de todos eles? "

24 Jesus respondeu a eles: "A sua dificuldade é que vocês não conhecem as Escrituras, nem o poder de Deus".

25 Porque quando esses sete irmãos e a mulher se levantarem dos mortos, não estarão casados - serão como os anjos.

26 Mas agora, se haverá ressurreição ou não - vocês nunca leram no livro do Êxodo a respeito de Moisés e da sarça que queimava? Deus disse a Moisés: 'Eu sou o Deus de Abraão, e Eu sou o Deus de Isaque, e Eu sou o Deus de Jacó'.

27 Deus estava dizendo a Moisés que estes homens, embora mortos há centenas de anos, estavam bem vivos ainda, porque Ele não teria dito: 'Eu sou o Deus' daqueles que não existem mais! "Vocês estão cometendo um erro grave. "

28 Um dos mestres de religião que estavam ali ouvindo a discussão percebeu que Jesus tinha respondido bem. Então perguntou: "De todos os mandamentos, qual é o mais importante? "

29 Jesus respondeu: "Aquele que diz: Ouça, Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor.

30 Vocês devem amar a Deus com toda a sua alma, com todo o seu coração, com toda sua mente, e com todas as suas forças. "

31 O segundo é: Amem aos outros tanto como a si mesmos. Não há outro mandamento maior do que estes".

32 O mestre de religião respondeu: "O Senhor falou uma palavra verdadeira ao dizer que só há um único Deus.

33 Eu sei que amar a Deus de todo o meu coração, entendimento, força, e amar aos outros como a mim mesmo, é muito mais importante do que oferecer toda espécie de sacrifícios no altar do templo".

34 Percebendo a compreensão deste homem, Jesus lhe disse: "Você não está longe do Reino de Deus". Depois disto, nenhum outro teve coragem de fazer-Lhe mais pergunta alguma.

35 Mais tarde, quando Jesus estava ensinando ao povo no templo, fez-lhes esta pergunta: "Por que os mestres de religião de vocês afirmam que o Messias deve ser da família do rei Davi?

36 Pois o próprio Davi falou, por intermédio do Espírito Santo: 'Deus disse ao meu Senhor: sente-Se à minha direita até que Eu faça dos seus inimigos o estrado dos seus pés.'

37 Visto que Davi O chamou de seu Senhor, como é que Ele pode ser filho de Davi? " ( Esta espécie de raciocínio agradou a multidão, e eles O ouviam com grande interesse. )

38 Estas são algumas das outras coisas que Ele lhes ensinou nessa ocasião: "Cuidado com os mestres de religião! Porque eles gostam de usar as vestes dos ricos e dos sábios, e ver todo o mundo curvar-se diante deles quando andam pelas praças.

39 Eles gostam de ocupar os melhores lugares nas sinagogas e nos banquetes.

40 E entretanto, sem nenhuma vergonha, enganam as viúvas e lhes tomam suas casas, e, para ocultar a espécie de homens que realmente são, fingem-se de piedosos, fazendo longas orações em público. Por causa disto, o castigo deles será ainda maior".

41 Então Ele passou para onde estavam os cofres de ofertas do templo. Sentou-Se e ficou observando o povo colocar seu dinheiro. Alguns que eram ricos punham grandes quantias.

42 Nisso veio uma viúva pobre e colocou duas moedinhas.

43 Ele chamou seus discípulos e disse: "Aquela viúva pobre deu mais do que todos aqueles ricos juntos!

44 Porque eles deram um pouco das sobras da sua riqueza, enquanto ela deu o seu último centavo".

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos