1 O SENHOR ENVIOU esta mensagem a Joel, filho de Petuel:

2 Escutem bem, velhos de Israel! Ouçam todos! Vocês já ouviram, em toda a sua vida, em toda a história de seu povo, alguma coisa igual à que vou lhes contar?

3 No futuro, contem isso a seus filhos; essa história terrível deve ser transmitida de geração a geração.

4 Depois que o gafanhoto cortador deixar de devorar suas plantações, os gafanhotos migradores comerão o que sobrou. Depois deles virão os gafanhotos saltadores e finalmente os gafanhotos devoradores.

5 Bêbados, acordem e chorem! Pois todas as uvas foram destruídas e o vinho acabou completamente.

6 Um grande exército de gafanhotos cobriu a terra. É um exército tão grande que não se pode contar e seus dentes são tão afiados como os dos leões!

7 Eles acabaram com as minhas vinhas e arrancaram a casca das figueiras, deixando à vista o tronco e os galhos.

8 Chorem de tristeza, e fiquem de luto como a jovem que perde o noivo antes do casamento.

9 As ofertas de cereais de vinho que antes eram levadas ao templo foram cortadas; os sacerdotes estão quase morrendo de fome. Ouçam o choro dos ministros de Deus.

10 Os campos estão vazios de colheitas. Em toda parte o que há é tristeza e pranto. O cereal, as uvas e o azeite acabaram.

11 Vocês, fazendeiros, têm toda a razão para estarem abalados e abatidos; e vocês, que plantam uvas, têm toda razão para chorar. Chorem pelo trigo e pela cevada também, porque toda a colheita morreu.

12 Os pés de uvas estão mortos; as figueiras estão morrendo; as tâmaras e as romeiras estão murchando; as maçãs secam nas árvores, e por isso toda a alegria murchou no coração dos homens.

13 Sacerdotes, vistam-se de pano de saco! Ministros do meu Deus, ajoelhem-se, chorando, por toda a noite, em frente do altar! Pois não haverá mais ofertas de cereais e vinho para vocês.

14 Convoquem um jejum; anunciem que vai haver uma reunião solene. Reúnam os mais velhos, todo o povo no templo do Senhor seu Deus e ali, chorem diante dEle.

15 Ah, esse terrível dia de julgamento e castigo está chegando. A destruição que vem de Deus Todo-poderoso está bem próxima!

16 Nossa comida vai desaparecer da nossa frente: toda alegria e felicidade acabarão no templo de nosso Deus.

17 As sementes apodrecem no solo; os armazéns e depósitos estão vazios; os cereais secaram nos campos.

18 O gado muge de fome; os rebanhos andam inquietos pois não há pasto para eles; as ovelhas berram tristemente.

19 Senhor, ajude-nos! O calor destruiu os pastos e queimou todas as árvores.

20 Até mesmo os animais selvagens gritam pedindo a sua ajuda porque para eles também não há água. Os córregos secaram e os pastos estão completamente queimados e secos.

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos