2 Crônicas 7

1 QUANDO SALOMÃO terminou a oração, desceu fogo do céu e queimou os sacrifícios! E a glória do Senhor encheu o templo,

2 de maneira que os sacerdotes não podiam entrar!

3 Todo o povo estava olhando o que acontecia, e todos se curvaram com o rosto em terra, adorando e dando graças ao Senhor. "Como Ele é bom! " diziam eles. "Ele é sempre tão amável e bondoso. "

4 Então o rei e todo o povo dedicaram o templo, oferecendo sacrifícios queimados ao Senhor.

5 A contribuição que o rei Salomão fez para esta cerimônia foi de vinte e dois mil bois e cento e vinte mil ovelhas.

6 Os sacerdotes estavam em pé nos seus lugares de serviço, e os levitas tocavam o hino de ações de graça que dizia: "O seu grande amor dura para sempre". Eles usavam os instrumentos de música que o próprio rei Davi havia feito e usado para louvar ao Senhor. Depois, quando os sacerdotes tocaram as trombetas, todo o povo se pôs em pé novamente.

7 Salomão separou o pátio no interior do templo para usar naquele dia como um lugar de sacrifício, pois os sacrifícios eram tantos que não cabiam no altar de bronze.

8 Durante os sete dias seguintes eles comemoraram a festa dos Tabernáculos, com grandes multidões que vinham de todas as partes de Israel. Chegavam de lugares tão distantes como o cominho de Hamate, que ficava num extremo do país, até o rio do Egito, que ficava no outro extremo.

9 No oitavo dia realizou-se uma cerimônia religiosa.

10 Então no dia 7 de outubro, ele mandou o povo de volta para casa, alegre e feliz porque o Senhor tinha sido tão bom para Davi e Salomão, e para seu povo Israel.

11 Assim terminou Salomão a construção do templo do Senhor e também o seu próprio palácio. Ele completou o que havia planejado fazer.

12 Uma noite o Senhor apareceu a Salomão e disse: "Ouvi a sua oração e escolhi este templo como o lugar onde quero que você Me ofereça sacrifício.

13 Se Eu fechar os céus de modo que não caia a chuva, ou se Eu der ordens aos enxames de gafanhotos para que acabem com todas as suas colheitas, ou se Eu enviar uma doença que pegue em todos vocês como uma peste,

14 então se o meu povo se humilhar e orar, e Me procurar, e se arrepender e mudar sua maneira errada de viver, Eu ouvirei do céu as orações do povo, perdoarei os seus pecados, e curarei a terra deles.

15 Estarei com os olhos e ouvidos abertos para atender todas as orações que forem feitas neste lugar.

16 Pois escolhi este templo, e fiz dele um lugar santo, a fim de ser a minha casa para sempre, meus olhos e meu coração estarão sempre aqui.

17 "Quanto a você, se Me seguir conforme fez seu pai Davi,

18 então Eu cuidarei para que você e seus filhos, netos e bisnetos sempre sejam reis de Israel;

19 mas se você não Me seguir, se você recusar as Leis que lhe dei, e adorar imagens,

20 então arrancarei meu povo desta minha terra que dei a eles, e este templo será destruído, muito embora Eu o tenha feito um lugar santo para Mim mesmo. Em vez disso, farei dele uma lição pública de moral e um exemplo de castigo.

21 Em vez de ser um lugar famoso, todos os que passarem por ele, nem vão acreditar no que vêem. E vão perguntar: 'Por que o Senhor fez coisa tão terrível a esta terra e a este templo?'

22 E a resposta será esta: 'Porque Seu povo abandonou o Senhor Deus de seus pais, o Deus que os tirou da terra do Egito, e em vez de adorarem a Deus, eles adoraram outros deuses. É por isso que Ele fez tudo isto para eles.'

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos