2 Crônicas 3

1 AFINAL TEVE INÍCIO a construção do templo. O lugar era em Jerusalém, no alto do Monte Moriá, onde o Senhor havia aparecido ao rei Davi, pai de Salomão, no antigo terreiro de cereais de Ornã, o jebuseu.

2 A construção começou no dia 17 de abril, no quarto ano do reinado de Salomão.

3 O alicerce tinha 27, 45 metros de comprimento, e 9, 15 metros de largura.

4 Havia um alpendre coberto em toda a largura da casa, de 9, 15 metros, com as paredes internas e o teto forrados de ouro! O telhado ficava a quase 55 metros de altura.

5 A parte central do templo era forrada com madeira de cipreste, coberta com placas de ouro, e nela havia desenhos de palmeiras e de correntes.

6 Havia lindas jóias fixadas nas paredes, e isso aumentava a beleza. O ouro, da melhor qualidade, era de Parvaim.

7 Todas as paredes, as vigas de madeira, as portas e os batentes que havia no templo estavam revestidos com placas de ouro, e nas paredes havia figuras de querubins gravados.

8 Dentro do templo, numa das extremidades, ficava o lugar mais sagrado de todos - o Lugar Mais Santo - em forma quadrada, com dez metros de lado, também este lugar estava coberto de ouro da melhor qualidade, pesando 3. 600 quilos.

9 Os pregos de ouro usados pesavam oito quilos. As salas de cima também eram revestidas com placas de ouro.

10 Dentro da sala que ficava na parte mais interna, o Lugar Mais Santo, Salomão colocou duas estátuas de querubins, revestidas com placas de ouro.

11 Eles estavam em pé, no chão, com a face voltada para a sala de fora, com asas que se estendiam de uma ponta a outra através da sala, de uma parede à outra.

12 Veja verso 11

13 Veja verso 11

14 Atravessando a entrada desta sala ele colocou uma cortina de tecido azul e carmesim e linho fino branco enfeitada com figuras de anjos.

15 Na frente do templo havia duas colunas com a altura de dezesseis metros, e no alto de cada coluna havia um enfeite de dois metros e trinta centímetros que ia até ao telhado.

16 Ele fez correntes que foram colocadas no alto das colunas, com cem romãs presas nas correntes.

17 Depois levantou as colunas na frente do templo, uma do lado direito e a outra do lado esquerdo. Deu o nome de Jaquim à coluna direita, e o nome de Boaz à coluna da esquerda.

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos