2 Crônicas 1

1 SALOMÃO, FILHO DO rei Davi, era agora o governador de Israel, e ninguém era mais forte do que ele, porque o Senhor Deus fez dele um rei poderoso.

2 O rei mandou que todos os oficiais do exército e juizes se reunissem em Gibeom, e também todos os chefes políticos e religiosos de Israel.

3 Salomão subiu com eles ao monte onde estava o antigo tabernáculo que Moisés construiu. Moisés era o representante de Deus enquanto ele esteve no deserto.

4 Havia outro tabernáculo em Jerusalém, construído pelo rei Davi para a arca de Deus, quando ele levou essa arca de Quiriate Jearim para lá.

5 O altar de bronze feito por Bezalel ( filho de Uri; este Uri era filho de Hur ) ainda estava ali em frente do antigo tabernáculo do Senhor, e então Salomão e todos os que ele havia convidado se reuniram diante do altar,

6 e sobre ele foram oferecidos ao Senhor mil sacrifícios queimados.

7 Naquela noite Deus apareceu a Salomão e disse: "Peça o que quiser, e Eu darei o que você pedir! "

8 Salomão respondeu: "Ó Deus, o Senhor foi tão bondoso para o meu pai Davi, e agora me deu o reino –

9 isto é tudo o que eu desejo! O Senhor cumpriu a promessa que fez a meu pai Davi, e me fez rei sobre uma nação que está tão cheia de gente como a terra está cheia de pó!

10 Agora peço que o Senhor me dê sabedoria e conhecimento para governar esse povo como ele deve ser governado, pois quem pode, sozinho, dirigir uma nação tão grande como esta? "

11 Deus respondeu: "Já que o seu maior desejo é ajudar o seu povo, e você não pediu tesouros, riqueza pessoal, nem honras, nem Me pediu a destruição dos seus inimigos, mas pediu sabedoria e conhecimento para dirigir bem o meu povo sobre quem coloquei você como rei –

12 sim, Eu vou dar a sabedoria e o conhecimento que você pediu! E também vou dar tantas propriedades, riqueza e honras como nenhum outro rei antes de você já teve! E também não vai haver outro rei tão importante assim depois de você! "

13 Então Salomão deixou o Tabernáculo, desceu do lugar alto em Gibeom, e voltou a Jerusalém para governar Israel.

14 Ele formou um exército de 1. 400 carros, e convocou 12. 000 cavaleiros para guardar as cidades onde foram colocados os carros, embora, é claro, alguns fossem guardados em Jerusalém, perto do rei.

15 Durante o reinado de Salomão, havia tanta prata e tanto ouro em Jerusalém como pedras na estrada! E se usava a madeira de cedro, que é muito cara, em lugar do sicômoro, que é madeira barata!

16 Salomão enviou negociantes de cavalos ao Egito para comprarem grandes quantidades de cavalos por bons preços.

17 Naquele tempo os carros egípcios eram vendidos a seiscentos siclos de prata cada um, e cada cavalo custava cento e cinqüenta siclos de prata, entregues em Jerusalém. Muitos desses carros e desses cavalos depois eram vendidos aos reis dos heteus e aos reis da Síria.

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos