1 Poesia de Davi. Ao regente do coro. Escrita por Davi depois que Doegue, o edomita, foi encontrar-se com Saul e lhe contou que Davi tinha ido à casa de Abimeleque. Homem poderoso, por que você se gaba da sua maldade? O amor de Deus dura para sempre.

2 Você faz planos para acabar com os outros; a sua língua caluniadora corta tanto como uma navalha afiada.

3 Você gosta mais do mal do que do bem e prefere a mentira em lugar da verdade.

4 Seu mentiroso, você gosta de ferir os outros com palavras!

5 Por isso, Deus acabará com você para sempre; ele o pegará e jogará para fora da casa em que você mora. Deus o tirará do mundo dos vivos.

6 Os que obedecem a Deus verão isso e ficarão com medo; eles vão rir de você e dizer:

7 “Vejam um homem que não pedia a Deus que o protegesse. Ele só confiava na sua grande riqueza e procurava segurança na sua própria maldade. ”

8 Porém eu sou como uma oliveira verde, que cresce perto da casa de Deus; eu confio no seu amor para sempre e sempre.

9 Ó Deus, eu sempre te louvarei pelo que tens feito; na presença dos que são fiéis a ti anunciarei que tu és bom.

Comentários

Nenhum comentário enviado.