1 Salmo de Davi. Ao regente do coro-para flautas. Ó SENHOR Deus, ouve as minhas palavras e escuta os meus gemidos!

2 Meu Rei e meu Deus, atende o meu pedido de ajuda, pois eu oro a ti, ó SENHOR!

3 De manhã ouves a minha voz; quando o sol nasce, eu faço a minha oração e espero a tua resposta.

4 Tu não és Deus que tenha prazer na maldade; tu não permites que os maus sejam teus hóspedes.

5 Tu não suportas a presença dos orgulhosos e detestas os que praticam o mal.

6 Acabas com os mentirosos e desprezas os violentos e os falsos.

7 Mas, por causa do teu grande amor, eu posso entrar nos pátios da tua casa e ajoelhar com todo o respeito, voltado para o teu santo Templo.

8 Ó SENHOR Deus, ajuda-me a fazer a tua vontade e faze com que o teu caminho seja reto e plano para mim! Que os meus inimigos vejam que tu estás comigo!

9 Não se pode confiar no que eles dizem, pois só pensam em destruir. A sua conversa é uma bajulação macia, mas está cheia de engano e morte.

10 Condena e castiga-os, ó Deus! Que os próprios planos deles os façam cair na desgraça! Expulsa-os da tua presença, pois eles muitas vezes quebram as tuas leis e se revoltam contra ti.

11 Mas os que buscam abrigo em ti ficarão contentes e sempre cantarão de alegria porque tu os defendes. Os que te amam encontram a felicidade em ti.

12 Pois tu, ó SENHOR Deus, abençoas os que te obedecem, a tua bondade os protege como um escudo.

Comentários

Nenhum comentário enviado.