2 Crônicas 15

1 O Espírito de Deus desceu sobre Azarias, filho de Odede,

2 e ele foi falar com Asa. E disse: —Rei Asa e todo o povo de Judá e de Benjamim, escutem! O SENHOR Deus está com vocês, se é que vocês estão com ele. Se o procurarem, ele deixará que vocês o achem; mas, se o rejeitarem, ele também os rejeitará.

3 Durante muito tempo, os israelitas não adoraram o verdadeiro Deus, nem tiveram sacerdotes que os ensinassem, nem tiveram a Lei de Deus.

4 Mas, quando vieram tempos difíceis, eles voltaram para o SENHOR, o Deus de Israel; eles o procuraram e o encontraram.

5 Naqueles tempos, ninguém vivia sossegado; em todos os países havia desordem.

6 Nações e cidades atacavam e destruíam umas às outras, pois Deus estava fazendo cair sobre elas todo tipo de sofrimento.

7 Mas sejam fortes e não fiquem desanimados, pois vocês serão bem sucedidos em tudo o que fizerem.

8 Asa ouviu essa mensagem, isto é, a profecia de Azarias, filho de Odede, e ficou cheio de coragem. Acabou com todos os ídolos nojentos que havia em Judá e em Benjamim e também nas cidades que ele tinha conquistado na região montanhosa de Efraim e consertou o altar do SENHOR Deus, que estava no pátio em frente do Templo.

9 Depois mandou chamar todo o povo das tribos de Judá e de Benjamim, como também todas as pessoas das tribos de Efraim, de Manassés e de Simeão que estavam morando em Judá. Pois muitas pessoas dessas tribos viram que o SENHOR estava com o rei Asa e por isso vieram para o seu lado.

10 Todos eles se reuniram em Jerusalém no terceiro mês do ano quinze do reinado de Asa.

11 Naquele dia ofereceram em sacrifício ao SENHOR setecentos touros e sete mil ovelhas.

12 Fizeram uma aliança com o SENHOR, o Deus dos seus antepassados, prometendo adorá-lo com todo o coração e com toda a alma.

13 Juraram também que seriam mortos todos os que não quisessem adorá-lo, tanto crianças como adultos, tanto homens como mulheres.

14 Em voz alta juraram a Deus, o SENHOR, que seriam fiéis à aliança e depois deram gritos de alegria e tocaram trombetas e cornetas.

15 O povo de Judá ficou alegre por causa desse juramento, que tinha feito com todo o coração. E, por terem procurado o SENHOR com toda a boa vontade, ele deixou que o achassem e permitiu que vivessem em paz com todos os povos vizinhos.

16 Asa também tirou a sua avó Maacá da posição de rainha-mãe porque ela havia mandado fazer uma figura imoral para servir como Poste-ídolo. Asa derrubou o ídolo, o reduziu a pó e queimou no vale do Cedrom.

17 Ele não destruiu todos os lugares pagãos de adoração, porém foi fiel a Deus toda a sua vida.

18 Ele colocou no Templo todos os objetos que o seu pai havia separado para o SENHOR Deus e também os objetos de prata e de ouro que ele mesmo havia separado.

19 E não houve mais guerra até o ano trinta e cinco do seu reinado.

Comentários

Nenhum comentário enviado.

Facebook Twitter Google

Capítulos